Curiosidades:

  • Utilizar a tensão de alimentação 220V em vez de 127V NÃO REDUZ O CONSUMO DE ENERGIA, uma vez que o consumo tarifado está diretamente relacionado com a potência do equipamento que está sendo colocado em operação. A vantagem de utilizar o nível de tensão 220V está relacionado ao fato de se poder utilizar cabos de bitola menor (mais finos) para alimentar um mesmo equipamento, pois para um mesmo nível de potência, se o valor da tensão aumenta, a corrente drenada da fonte e conduzida pelo cabo diminui, otimizando os custos com aquisição de materiais.

  • AQUECEDOR SOLAR e ENERGIA SOLAR FOTOVOLTAICA são conceitos diferentes. O primeiro consiste em utilizar placas solares para aquecer a água e armazená-la em um reservatório térmico para ser utilizada posteriormente, economizando energia elétrica. O segundo se refere em converter a radiação solar em energia elétrica para ser aproveitada nos circuitos elétricos da edificação.

  • O Brasil é o país onde existe maior incidência de raios em todo o mundo: são mais de 50 milhões por ano.

  • De acordo com o último levantamento do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais(INPE), 1.789 pessoas morreram no Brasil nos últimos 15 anos devido a descargas atmosféricas.

  • Árvores não atraem raios, elas apenas se tornam o ponto de maior probabilidade em ser atingido pelo raio, por encurtar o caminho entre a nuvem e o solo por serem as estruturas mais altas na região a ser atingida pelo raio.

  • Estruturas podem ser atingidas por raios mais de uma vez.

  • O SPDA (para-raio) é projetado para proteger uma dada estrutura em específico, desse modo, provavelmente você não está protegido por um para-raio que não faça parte da sua edificação, ainda que esteja muito próximo, como por exemplo, algum vizinho.

  • Espelhos não atraem raios, isto é crendice popular.

  • O para-raio (SPDA) não evita que o raio caia, muito menos atrai raios. Esse sistema protege a estrutura de modo que se a mesma viesse a ser atingida por um raio, ele tem preferência em atingir o SPDA, preservando a estrutura. Desse modo as elevadas correntes são conduzidas ao solo da maneira mais rápida e segura.

  • O trovão é o som provocado pelo deslocamento de massas de ar circundante ao caminhamento do raio, em função da elevação da temperatura e, consequentemente do aumento de volume.

  • Mesmo no caso de um raio cair sobre uma estrutura que não tenha metais, como por exemplo, uma árvore, uma pessoa perto desta árvore poderá tomar um choque. Os valores das voltagens e correntes envolvidas no raio são tão grandes que ele faz a árvore se comportar como um condutor de eletricidade.

  • Os raios podem provocar danos mecânicos, como por exemplo, derrubar árvores ou até mesmo fazer buracos em paredes e telhado.

  • A energia elétrica é baseada na produção de diferenças de potencial elétrico entre dois pontos. Havendo um caminho fechado estas diferenças possibilitam o estabelecimento de uma corrente elétrica entre dois pontos.

  • Os pássaros que pousam em cabos elétricos não recebem uma descarga elétrica devido ao curto espaço entre suas patas, não sendo suficiente para gerar uma diferença de potencial (ddp) para causar danos.

  • Aquelas bolas alaranjadas colocadas em fios elétricos são esferas de fibra de vidro e tem por finalidade sinalizar os cabos da rede nos locais sujeitos a vôos de aeronaves e helicópteros.

  • Corrente elétrica faz desviar a agulha de uma bússola, ou seja, a corrente elétrica produz um campo eletromagnético ao redor do condutor.

  • Algumas espécies aquáticas, como a enguia, usam a eletricidade para caçar. A enguia emite pulsos elétricos que podem chegar até 600V em 3 milionésimos de segundos, forte o suficiente para matar vários peixes e crustáceos, e para paralisar um cavalo. 

  • A Aneel (Agência Nacional de Energia Elétrica) é a agência reguladora que fiscaliza e regula a geração, comercialização e transmissão da energia elétrica no Brasil.

  • Pólos positivo e negativo em se tratando de tensão e corrente elétrica são fixos apenas para corrente e tensão contínua. A energia que utilizamos para colocar em funcionamento a maioria dos equipamentos e máquinas, como motores elétricos, utiliza tensão e corrente alternada, deste modo os pólos positivo e negativo não são fixos, eles se alternam aproximadamente 60 vezes por segundo.

  • A cidade de Campos, no Rio de Janeiro, foi a primeira cidade a ter iluminação pública no país!

Dicas:

  • Sobre a utilização de lâmpadas fluorescentes em termos de consumo de energia(KW), o fato de acender e apagar a lâmpada ao sair de algum ambiente, ainda que para curtos períodos de tempo é viável, pois representa uma redução do consumo. Já em termos de aproveitamento da vida útil, como a lâmpada fluorescente é uma lâmpada de descarga, sua vida média é dimensionada para cerca de 8 acendimentos diários, assim é recomendável que ao sair de um ambiente por tempo superior a 15 minutos deve-se apagar a lâmpada e por tempo inferior a este, deve-se deixá-la acesa.

  • Ao adquirir lâmpadas fluorescentes é preciso atentar-se ao fato de que para serem economicamente viáveis, sua vida útil deve ser no mínimo 5 mil horas.

  • Sensores de presença podem reduzir a vida útil de lâmpadas fluorescentes pelo fato de acender a apagar a lâmpada diversas vezes ao dia. Neste caso é recomendável a utilização de lâmpadas de led, uma vez que sua vida útil não está relacionada ao número de acendimentos, mas somente ao número de horas de funcionamento.

  • Para economizar energia mantenha os filtros dos aparelhos de ar-condicionado sempre higienizados

  • Máquinas de lavar/secar roupas consomem muita energia, tente utilizá-las quando houver maior quantidade de roupas para aproveitar seu funcionamento.

  • Deixar aparelhos eletrônicos no modo stand-by representa um consumo mensal superior a 5%, portanto é recomendável desligar a tomada.

  • Evite colocar o fogão próximo da geladeira, pois o calor transferido pelo fogão exige maior esforço do motor da geladeira. De modo análogo, mantenha a borracha da geladeira em bom estado de conservação.

  • A utilização de um sistema de aquecimento solar de água reduz o consumo da conta de energia consideravelmente.

  • Utilizar placas foltovoltaicas para gerar energia elétrica além de ser algo favorável para a natureza em termos de sustentabilidade, também representa economia financeira para o proprietário.

Em dias de tempestades, para se proteger dos raios:

  • Evite ficar em locais descampados e descobertos, pois neste caso você seria o ponto de preferência para uma descarga atmosférica.

  • Proteja-se em locais fechados como casas, galpões e carros ou em alguma estrutura que possua SPDA.

  • Ficar embaixo de alguma árvore não é nem um pouco seguro, entretanto não havendo outro lugar para se proteger, ficar nas proximidades de uma mata fechada (ou algum agrupamento de árvores) é mais seguro.

  • Evite tomar banho em chuveiro elétrico e operar aparelhos elétricos e telefônicos;

  • Não entre dentro de rios, lagos, mares e piscinas.

  • Não opere trator ou qualquer máquina agrícola que não tenha cabine metálica fechada.

  • Evite ficar perto de cercas e estruturas elevadas (torre, caixa d'água suspensa, árvore alta, etc.)

Você sabe o que é o aterramento de uma instalação elétrica e por que ele é importante?

Aterramento elétrico é um sistema constituído por cabos e/ou hastes apropriados e aterrados no solo. É utilizado para dissipar correntes elétricas no solo, evitar desequilíbrios na tensão elétrica de uma instalação qualquer, eliminar fugas de energia desbalanceando as fases na rede externa (fornecimento) e prevenir contra choque elétrico através do contato humano com a carcaça (parte metálica) de equipamentos com falha no isolamento. Assim, no caso de uma falta elétrica ou contato acidental com partes energizadas de equipamentos, a corrente elétrica é conduzida ao solo garantindo a segurança de pessoas e do sistema. O condutor de proteção é identificado pelas cores verde e amarela ou simplesmente verde, segundo padrão especificado na NBR 5410 (norma técnica da ABNT).

Cuidados no manuseio e uso das lâmpadas fluorescentes

 

O consumidor também precisa ter cuidados no manuseio e uso das lâmpadas fluorescentes, especialmente se houver quebra de alguma delas, o que libera mercúrio no ar. Confira a seguir os procedimentos recomendados pela “ABilumi” (Associação Brasileira de Importadores de Produtos de Iluminação) nessa circunstância.

-Não usar equipamento de aspiração para fazer a limpeza;

-Logo após o acidente, abrir todas as portas e janelas do ambiente, aumentando a ventilação;

-Ausentar-se do local por, no mínimo, 15 minutos;

-Após 15 minutos, colete os cacos de vidro e coloque-os em saco plástico. Procure utilizar luvas e avental para evitar o contato do material recolhido com a pele;

-Com a ajuda de um papel umedecido, colete os pequenos resíduos que ainda restam;

-Coloque o papel dentro de um saco plástico e feche-o;

-Coloque todo o material dentro de um segundo saco plástico. Assim que possível lacre o saco plástico evitando a contínua evaporação do mercúrio liberado;

-Logo após o procedimento, lave as mãos com água corrente e sabão.

Descarte da lâmpadas fluorescentes

 

A questão do descarte da lâmpada fluorescente deve ser visto com extremo cuidado, pois em seu interior há mercúrio – substância poluente. E é de se esperar, que o descarte adequado do produto pós-consumo, seja alvo de total atenção por parte dos importadores e do poder público. Não jogue fora a lâmpada junto ao lixo comum e também do lixo reciclado, pois há o perigo da lâmpada se partir, e com isto oferece risco de contaminação de mercúrio, para os coletadores de resíduo. O ideal é separar as lâmpadas fluorescentes usadas, e enviá-las às empresas especializadas, que se encarregarão de dar um destino correto, e sem perigo para o meio ambiente.

Empresas que oferecem serviços de reciclagem de lâmpadas em Minas Gerais

 

-RECITECReciclagem Técnica do Brasil Ltda.
Contato: Renato Barros – Diretor Comercial
Tel: (31) 3213-0898 / 3274-5614 / (31) 9139-1460 / (31) 9631-7272
Fábrica: Rua Zico Barbosa, 426 – Distrito Industrial Teotônio B. Freitas
CEP 33600-000
Pedro Leopoldo – MG
Tel: (31) 3660-8332
E-mail: comercial.recitec@uol.com.br
Web Site: www.recitecmg.com.br

 

-HG Descontaminação 
(31) 3581-8725 
www.hgmg.com.br

Endereço

Av. Beira Mar, 938, apto 202, Praia do Morro

Guarapari/ES

R. Valência, 332, Bairro Bethânia 

Ipatinga/MG

Praça Higino Fernandes, 156, Centro 

Iapu/MG

Ligue

(27) 99575-7135

(31) 98886-0437

(33) 98840-3789

  • Siga-nos no Instagram

Siga-nos no Instagram

  • facebook

Seja nosso amigo no facebook